Casca de Maçã Mantém os Músculos Fortes

casca_de_macaUm componente natural encontrado nas cascas de maçã ajudam a evitar o enfraquecimento muscular.

Em busca de um método eficaz para prevenir a perda de massa muscular que aparecem com doenças e o processo de envelhecimento, pesquisadores localizaram um composto natural que é muito promissor.

Os resultados relatados pela revista Cell Metabolism identificaram um componente natural nas cascas de maçã conhecido como ácido ursólico, é uma nova e promissora terapia nutricional para a condição generalizada e debilitante que afeta quase todos nós em um momento ou outro .

” A atrofia muscular é um companheiro frequente de doenças do envelhecimento “, explicaram pesquisadores da Universidade de Iowa , Iowa City. ” Ela prolonga a hospitalização, atrasa recuperações e, em alguns casos, impede as pessoas de voltar para casa. A atrofia muscular ainda não é bem compreendida e não há remédio para isso.”

A equipe de investigação olhou para o que acontece na atividade genética dos músculos em condições que promovem o enfraquecimento . Nesses estudos apareceram 63 genes que mudam em resposta ao jejum em pessoas e ratos e outros 29 que mudam sua expressão nos músculos em pessoas que estão em jejum e aqueles com lesão medular. Comparação das referidas assinaturas de expressão de genes para as assinaturas de células tratadas com mais de 1300 moléculas pequenas bio-ativas levou ao ácido ursólico como um composto com efeito que possa neutralizar a atrofia .

“Ácido ursólico é um composto natural interessante”, disseram eles . “É parte de uma dieta normal, como um componente de cascas de maçã. Sempre disseram dizem que uma maçã por dia mantém o médico longe … ”

Os pesquisadores em seguida deram ácido ursólico em laboratorio para indivíduos em jejum. Estas experiências mostraram que o ácido ursólico pode proteger contra o enfraquecimento muscular , como previsto . Quando o ácido ursólico foi adicionado ao alimento de indivíduos normais durante um período de semanas , os músculos cresceram . Esses efeitos foram rastreados através de uma maior sinalização da insulina no músculo e de correções nas assinaturas genéticas ligadas à atrofia .

Os indivíduos que receberam ácido ursólico também tornaram-se mais magros e tinham baixos níveis sanguíneos de glicose, colesterol e triglicérides. Os resultados, portanto, sugerem que o ácido ursólico pode ser responsável por alguns dos benefícios globais de uma alimentação saudável .

“Nós sabemos que se você tiver uma dieta equilibrada você receber esse componente naturalmente”, explicaram os pesquisadores ” Pessoas que comem somente comida industrializada e lanches rápidos não conseguem isso.”

Ainda não está claro como os resultados se traduzirão em benefícios para pacientes humanos , mas o objetivo agora é “descobrir se isso pode ajudar as pessoas.” Se assim for, eles ainda não sabem se o ácido ursólico em níveis que podem ser consumidos como parte de uma dieta normal pode ou não ser suficiente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *